Editorial


Algo de estranho nos negócios apícolas

Foto_EditorialÉ com muita preocupação que estamos passando por este momento, pois os apicultores estão falando que não há mel. Por outro lado, esses mesmos apicultores especulam os preços, compradores tentam adquirir mel barato e produtores seguram a safra para não vender. A realidade é que tudo isso será controlado pelo mercado, portanto, o apicultor tem que valorizar seu trabalho, que não é nada fácil. Temos que estabelecer um preço justo para os nossos produtos, ademais porque estamos com o valor do dólar em baixa, o que nos preocupa, e muito.

Assim, senhores e senhoras, entendemos que o mercado interno tem que ser mantido, e com respeito. Não podemos abusar de nossos clientes com preços abusivos só porque a procura é maior que a oferta, mas podemos trabalhar com méis especiais que têm maior valor agregado, com clientes diferenciados, com atenção cuidado para com nossos consumidores.

Nesta edição, temos um artigo do Dr. Pedro da Rosa Santos, a nosso pedido, sobre o mel feito em laboratório, que tem sido divulgado nas mídias sociais e tem deixado os apicultores preocupados. Todas as dúvidas foram resolvidas pelo Dr. Pedro, que também postou um vídeo sobre o assunto em seu site. Não deixe de ler.

Também falamos da reunião da Câmara Setorial de Produtos Apícolas do Estado de São Paulo, realizado em Avaré SP, em que parte da diretoria da APACAME esteve presente; e de nossa visita à UNITAU, em Taubaté SP, a convite da Dra. Lídia Barreto, por ocasião da inauguração da casa do mel.

“E que as abelhas sejam motivos de reunião e união entre os homens”

Uma associação se faz com associados.

Eloi Viana da Silva – Presidente Executivo – [email protected]