Editorial


TEMPO DE DIFICULDADES

Inegavelmente o Brasil atravessa um tempo de dificuldades há muito que não víamos.

Dificuldades no setor econômico com o câmbio atingindo valores altíssimos;

Dificuldades no setor público com as notícias diárias de corrupção em todas as esferas;

Dificuldades na educação quando o próprio Ministro da Educação vem a público para dizer que o ensino de segundo grau brasileiro está falido;

Dificuldades na política com a maioria dos políticos denunciados por corrupção e neste momento, as vésperas da eleição para Presidente da República não termos um nome sequer para aglutinar os interesses em prol do desenvolvimento brasileiro;

Dificuldades na cultura brasileira que, com a destruição do Museu Nacional, ficou claro que todos os museus e acervo cultural do Brasil, que ainda existem, estão em risco, já que muitos foram destruídos por incêndios anteriores.

Dificuldades no setor acadêmico com a sua quase total paralisação como demonstra a dificuldade em se obter artigos científicos sobre apicultura e meliponicultura para publicação;

Dificuldades ante o desrespeito ao estado democrático de direito numa atitude clara de quanto pior, melhor para muitos políticos que almejam somente o poder, custe o que custar, mesmo que seja a vida do oponente;

Dificuldades no crescimento da produção apícola ante a aplicação indiscriminada de agrotóxicos proibidos mundialmente.

E, quem são os culpados e, quem vai pagar a conta?

Nós mesmos que temos escolhido desonestos para nos representar.

E, quem pode resolver essas dificuldades?

Nós mesmos analisando com a razão e pensando no coletivo para escolher os nossos representantes na Presidência da República, no Senado, nas Câmaras Federal e Estaduais, bem como os governadores estaduais.

Somente assim será possível sairmos desse tempo de dificuldades.

Constantino Zara Filho – Presidente Executivo