Artigo


A APACAME e suas viagens Nacionais e Internacionais

Radamés Zovaro – Empresário e Diretor Técnico da Apacame

A APACAME (com sede e fundação em São Paulo/Capital) é uma entidade que tem oferecido aos seus associados a possibilidade de participarem dos Congressos realizados no Brasil e também no exterior. Esse projeto começou em 1984 por ocasião do 6º Congresso Brasileiro de Apicultura, realizado na cidade de Florianópolis/SC.Quadro-1-Viagens

Nessa ocasião a APACAME se fez representar com um grupo de cinqüenta (50) pessoas que foram transportadas de ônibus de São Paulo a Florianópolis. Isso foi a grande surpresa do Congresso, visto ser a primeira vez no Brasil que um grupo de Apicultores, coordenados por uma Associação Apícola, participou de um evento dessa natureza.

Em 1986 aconteceu o 7º Congresso Brasileiro, realizado na cidade de Salvador (Bahia), nessa ocasião a APACAME foi representada por um grupo de 200 apicultores. O transporte foi feito por via aérea e três aviões levaram os paulistas comandados pela APACAME. Não foram vôos especiais ou fretados, mais sim, vôos normais do dia a dia, com a compra das passagens, reservas de hotéis, tudo coordenado pela APACAME.

A seguir os Congressos realizados no Brasil até os dias de hoje:

1990 – Campos de Jordão (SP); 1992 – Candelária (RS); 1994 – Pousada do Rio Quente (GO); 1996 – Teresina (PI); 1998 – Salvador (BA); 2000 – Florianópolis (SC); 2002 – Campo Grande (MS); 2004 – Natal (RN); 2006 – Aracaju (SE); 2008 – Belo Horizonte (MG); 2010 – Cuiabá (MT); 2012 – Gramado (RS); 2014 – Belém (PA); 2016 – Fortaleza (CE) e 2018 – Joinville (SC), a APACAME sempre se fez representar com grupos no mínimo de 40 pessoas.

Em todos os Congressos Brasileiros que a APACAME participa, além do evento em si, também tem destinado o período de um dia para fazer um City Tour, com a finalidade de conhecer a cidade ou região. Isso eleva o conhecimento cultural e individual do Apicultor.

Nos Congressos Internacionais realizados pela APIMONDIA ou Federação Internacional de Associações de Apicultores, que promove o desenvolvimento apícola científico, ecológico, social e econômico em todos os países com a cooperação das associações de apicultores, órgãos científicos e indivíduos envolvidos na apicultura em todo o mundo, a APACAME participa desde 1987.

O primeiro Congresso Internacional que o grupo participou foi em 1987 na cidade de Varsóvia – Polônia, onde o sistema comunista comandava o país. A participação dos associados foi pequena, em função do custo que era muito elevado na época para uma viagem como essa.

Em 1989 o Congresso foi realizado no Brasil, e a cidade do Rio de Janeiro foi quem recebeu os congressistas. Quero salientar que toda a Organização do Congresso, bem como o controle financeiro, teve como coordenador os Srs. Dr. Constantino Zara Filho e Walter Moretti (Presidente e Diretor da APACAME respectivamente). A Presidência da Confederação Brasileira de Apicultura – CBA, na época era do Sr. Helmuth Wiese.

Em 1991 o congresso deveria ser realizado na Iugoslávia, porém por problemas políticos naquele país, o Congresso foi cancelado na última hora. Como a APACAME já havia fechado o pacote aéreo com a Lufthansa, a empresa alemã manteve os valores e permitiu sob sua orientação que os participantes ficassem alguns dias na Alemanha, conhecendo algumas cidades e empresas apícolas, sem despesas. Apesar da não realização do Congresso, a APACAME mais uma vez adquiriu conhecimentos da região.

Quadro-2-ViagensEm 1993 o Congresso foi realizado em Beijing na China, o grupo já era um pouco maior.

Em 1995 acredito que tenha sido o auge das viagens para os Congressos internacionais. Desta feita o Congresso foi realizado na cidade de Lausane, na Suíça. O grupo da APACAME atingiu 85 pessoas. Dois ônibus foram contratados para transportar os passageiros e desta feita a viagem foi longa, pois teve a duração de vinte e oito dias. Terminado o Congresso fomos para Nice (sul da França) onde tivemos a oportunidade de conhecer o Principado de Mônaco, em seguida fomos para a Espanha, sendo que a primeira cidade a ser visitada foi Barcelona, depois Madrid, e após, Marrocos (Continente Africano), onde ficamos uma semana, voltamos para Sevilha na Espanha e dois dias após fomos para Portugal ficando em Lisboa e, finalmente Brasil. Foi uma viagem onde visitamos 6 (seis) países. Nos Congressos seguintes, a APACAME, sempre se fez presente, porém com um número menor de pessoas, no máximo para atingir a capacidade de um ônibus.

Os Congressos seguintes foram realizados em:

1997 – Antuérpia na Bélgica; 1999 – Vancouver no Canadá; 2001 – Durban na África do Sul; 2003 – Liubriana na Eslovênia; 2005 – Dublin na Irlanda; 2007 – Melbourne na Austrália; 2009 – Montpellier na França; 2011 – Buenos Aires na Argentina; 2013 – Kiev na Ucrânia; 2015 – Daejeon na Coréia do Sul e em 2017 – Istambul na Turquia.

Normalmente os Congressos, tanto os nacionais como os internacionais são compostos de duas partes, a primeira é a parte das palestras, feitas por professores, pesquisadores, apicultores e outros estudiosos, e a outra, pela exposição de materiais, equipamentos e produtos apícolas. Essas exposições é a que mais interessa aos apicultores, pois é lá que vamos encontrar as novidades da indústria apícola. No último Congresso Brasileiro realizado na cidade de Joinville/SC, esta apresentou a melhor linha de materiais e equipamentos, demonstrando o avanço da indústria brasileira, o que não deixa de ser uma alegria a todos nós que trabalhamos com apicultura.

Com a nossa participação no 45º Congresso da APIMONDIA, realizado na cidade de Istanbul – Turquia, em outubro de 2017, observamos o quanto a nossa indústria (brasileira), está longe de alcançar o poderio das Indústrias Europeias e Asiáticas, no que diz respeito a materiais, equipamentos e produtos Apícolas. Esse é um dos fatores que faz a Turquia ocupar hoje o 2º lugar do planeta na produção de mel.

É importante salientar que em todos os Congressos que participamos, tanto os nacionais como os internacionais na área de Apicultura, os participantes coordenados pela APACAME sempre se apresentaram uniformizados, com camiseta com o símbolo da entidade e do Brasil, além de sempre ter a coordenação do Presidente, Dr. Constantino Zara Filho (In Memória) e a parte turística de sua esposa, Cleide Zara.

Com todo esse trabalho e a participação dos associados, fez com que a APACAME seja reconhecida mundialmente pelo trabalho realizado e respeitada como uma grande Associação que congrega os apicultores de todo o Brasil.